- PUBLICIDADE -

Servidores da segurança pública do DF terão acesso a atendimento psicológico online

O DF passa a integrar o Escuta Susp, programa com foco na saúde mental dos servidores da segurança pública, lançado nesta terça-feira (28) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). O objetivo é promover e dar assistência especializada em saúde mental no formato online aos servidores.

A inclusão do DF no programa foi tratada durante reuniões entre Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do MJSP e as forças de segurança. O trâmite que será adotado para atendimento está sendo construído por cada força de segurança que terá a assistência especializada, como polícias civis e militares, corpo de bombeiros e os institutos oficiais de perícias criminais.

A partir de junho deste ano, servidores da Segurança Pública do DF, de Minas Gerais, de Sergipe e do Rio Grande do Norte receberão atendimento psicológico online | Foto: Divulgação/ SSP-DF

O Escuta Susp é um projeto-piloto da Senasp, executado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e com as universidades federais do Rio Grande do Norte (UFRN) e de Sergipe (UFS). Serão atendidos servidores de segurança pública das unidades da Federação onde as instituições de ensino estão localizadas. A previsão é que os agentes passem a ser assistidos a partir de junho deste ano.

Os atendimentos têm como objetivo reduzir o sofrimento psíquico e fundamentar estudos de um protocolo psicoterápico específico para esses profissionais, com três abordagens: acolhimento (para suprir questões pontuais em poucas sessões), psicoterapia (para acompanhamento em 20 sessões) e intervenção em comportamento suicida.

“A saúde mental dos nossos servidores é uma prioridade. Entendemos essa necessidade. Tanto que nosso programa de políticas de segurança, o DF Mais Seguro, contempla um eixo específico para esta temática. Temos buscado diferentes alternativas e parcerias para contribuir com a promoção da saúde mental dos profissionais”, afirma o secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar.

*Com informações da SSP-DF

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -