- PUBLICIDADE -

Fla encara anfitrião Quimsa na final da Champions League de basquete

Por um momento, pareceu que seria tranquilo, mas o Flamengo viveu uma montanha-russa de emoções para eliminar o Halcones de Xalapa, do México e avançar à final da Basketball Champions League Americas (BCLA. Na noite deste sábado (13), em Santiago del Estero, na Argentina, o Rubro-Negro bateu os adversários por 90 a 87, depois de abrir grande vantagem na primeira etapa e ver a equipe mexicana reagir. Na decisão às  22h10 (horário de Brasília) deste domingo (14), o time brasileiro encara o Quimsa, da Argentina.

Durante os dois primeiros quartos, a equipe comandada por Gustavo De Conti teve o controle das ações no estádio Ciudad. Com um Gui Deodato (que terminou como cestinha da equipe, com 25 pontos) inspirado, o Flamengo teve atuação sólida e foi para o intervalo vencendo confortavelmente por 47 a 30.

No entanto, na volta para a quadra, o Halcones e principalmente o ala americano Jordan Glynn se recusaram a sair de cena sem lutar. Impulsionado pela atuação brilhante do jogador na segunda etapa, quando registrou 26 pontos, o time mexicano voltou para o jogo e igualou o placar ainda no terceiro quarto, que terminou com uma parcial de 29 a 12 para o Halcones.

O último quarto foi tenso, com as duas equipes se revezando na liderança, mas contando com a experiência do armador argentino Franco Balbi e mais uma boa atuação de Gabriel Jaú (14 pontos e 12 rebotes), o Rubro-Negro aguentou a pressão e garantiu a vitória por 90 a 87.

Na final, o Flamengo terá uma revanche da decisão da primeira edição da Champions League das Américas, em 2019-2020, quando o Quimsa saiu vencedor e levou o título. No entanto, na temporada seguinte, a equipe brasileira conquistou a taça e agora vai em busca de se tornar o primeiro clube com duas conquistas na competição.



Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -