- PUBLICIDADE -

Jacuipense sai atrás, mas arranca empate em 1º jogo da final do Baiano

Atlético de Alagoinhas (BA) e Jacuipense empataram em 1 a 1 no início da noite de hoje (3) e deixaram em aberto a decisão do título do Campeonato Baiano para o próximo domingo (10). Jogando na casa do adversário, no estádio Carneirão, o Jacuipense teve o meio-campista Danilo Rios expulso aos 19 minutos, quando dominava a partida, após ele ter cometido um pênalti. Miller cobrou com categoria para o Carcará, mas o goleiro Mota fez uma defesaça, espalmando para fora. Já nos acréscimos, Miller se redimiu e abriu o placar para o Allético-BA com um golaço de fora da área. No entanto, na etapa final, Jerry marcou contra e igualou o placar para o Leão do Sisal.

Os visitantes começaram melhor no jogo de ida no Carneirão, com marcação forte no meio de campo e buscaram mais o gol. A melhor chance surgiu aos 14 minutos, com Robinho que ficou cara a cara com o goleiro e chutou firme, mas Fábio Mota atento fez linda defesa. Aos 17, um susto: o zagueiro Bremer, do Atlético, subiu para afastar e acabou atingindo o companheiro Leandro Sobral que caiu no gramado com falta de ar. Após atendimento médico, o jogador se recuperou e seguiu em campo.

Com a bola roalndo de novo, aos 24 minutos, Dionísio invadiu a área do Jacuipense e, antes de chutar, foi empurrado por Danilo Rios. O árbirtro de campo, Emerson Ricardo de Almeida Andrade, assinalou o pênalti, e expulsou o meio-campista Rios. Não houve intervenção do Árbitro de Vídeo (VAR). Miller cobrou mas quem brilhou foi o goleiro Mota que defendeu.

Com um jogador a menos em campo, a Jacuipense recuou, e o Carcará tomou conta do jogo. Aos 36 minutos, Thiaguinho deu uma caneta do defensor antes de chutar, mas Mota fechou o gol. De tanto insistir, já aos 48 minutos, Miller ser redimiu e marcou um golaço de fora da área, sem chances para Motta.

Na volta do intervalo, o Jacuipense teve a chance do empate com um chute de Emerson na entrada da área, mas a bola desviou na marcação. Na sequência, aos 14, o Atlético por pouco não ampliou: Thiaguinho rolou para Dionísio empurrar para o gol, mas Mota impediu o gol. A sorte virou a favor do Leão do Sisal aos 21 minutos, em cobrança perigosa de falta de Edy. Na tentativa de desvio, o Jerry testou para o próprio gol e deixou tudo igual no Carneirão. O Carcará ainda teve chances de voltar a liderar o marcador. Aos 27 minutos, Thiaguinho cobrou falta na segunda trave e Iran cabeceou, mas a bola foi por cima do gol. E antes do término, aos 37, em noite de gala, Mota espalmou o que seria o gol da vitória do Atlético de Alagoinhas: uma cabeçada certeira de Gabriel Esteves, após lindo cruzamento de Thiaguinho. E o jogo terminou mesmo em 1 a 1.

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -