- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Governo aumenta em 60% o uso de câmeras de videomonitoramento nas vias e espaços públicos do DF

Uso do equipamento ajuda na diminuição de crimes e aumenta a eficácia dos serviços de segurança pública; ‘O objetivo é que, até 2022, o DF tenha toda a sua área urbana monitorada’, diz secretário de Segurança Pública

Por Ricardo Ulivestro

O investimento que o Governo do Distrito Federal (GDF) fez em segurança pública, com a compra de câmeras de videomonitoramento já começa a dar resultados. Isso quem afirma é a Secretaria de Segurança Pública do Distrito (SSP-DF) que, em constatação feita durante os últimos 23 meses, constatou uma redução nos casos de violência nas vias e espaços públicos da capital.

Presente em todas as regiões administrativas, com Centro de Monitoramento Remoto (CMR) em oito RAs (Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, do Recanto das Emas, de Santa Maria, Sobradinho, Planaltina e Sudoeste), a SSP informa que o DF conta atualmente com 926 câmeras de videomonitoramento, o que representa um aumento de 60%.

Em 23 meses, número de equipamentos que acompanham em tempo real as cidades do DF saltou de 584 para 926 unidades

Esse crescimento ocorreu durante a atual gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB), que tem como prioridade de governo, a diminuição das taxas de criminalidade no DF. Através do programa DF mais Seguro, essa meta foi impulsionada com uso de recursos tecnológicos para combater e prevenir crimes.

“Essas câmeras – que têm número flutuante em função de acidentes, vandalismo e realização de obras – transmitem imagens em tempo real e de forma ininterrupta, ou seja, 24h por dia, durante os sete dias da semana”, informa a SSP-DF.

Com o auxílio dessas câmeras, as unidades de monitoramento conseguem acompanhar as cenas com imagens fixas, movimentações laterais, giros de 360 graus e zoom com capacidade de aproximação de dois quilômetros. As imagens capturadas são enviadas para o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), onde estão reunidos órgãos de segurança, fiscalização, gestão, mobilidade e saúde.

“O programa de videomonitoramento é uma das prioridades do Governo do Distrito Federal. O objetivo é que, até 2022, o DF tenha toda a sua área urbana monitorada”, diz o titular da SSP-DF, Anderson Torres.

*Ricardo Ulivestro – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x