- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

GDF firma parceria com o Sesi e Senai para revitalizar área próxima ao Museu Nacional da República

O projeto visa à arborização do local e a implantação de mobiliários urbanos, como bancos e ciclovias; além disso, haverá também a construção de um Museu Interativo da Arte, Ciência e Tecnologia

Por Ricardo Ulivestro

Aconteceu nesta manhã a cerimônia para a assinatura da parceria entre o Governo do Distrito Federal (GDF), o Serviço Social da Indústria (Sesi/DF) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/DF) de termo de cooperação técnica relativo ao programa Adote uma Praça, visando à reforma da praça e do túnel localizados entre o edifício do Touring Club do Brasil e do Museu da República, no Setor Cultural Sul.

A cerimônia contou a presença de diversas autoridades e serviu para dar o primeiro passo no processo de revitalização da área. Segundo o GDF, o objetivo do projeto desta natureza é o de facilitar o acesso a informações relacionadas à inovação, à ciência e à tecnologia por meio da arte.

O secretário de Governo do GDF, José Humberto Pires participou do evento de assinatura em representação do governador Ibaneis Rocha (MDB). Ele falou sobre a relevância do projeto Adote uma Praça e agradeceu a parceria do Sistema S no desenvolvimento sociocultural do DF.

“Esse projeto aqui cai como uma luva para o DF porque foi Brasília que foi escolhida para que esse investimento de mais de R$ 160 milhões fosse feito. E foi feito para quem? Para a cidade do futuro, a cidade que escolhemos para ser a capital do Brasil”, destacou o secretário.

Para a administradora regional do Plano Piloto, Ilka Teodoro, que também participou do evento, a parceria que está sendo firmada demonstra a preocupação que atual gestão tem tido com os espaços públicos do DF.

“A ocupação dos espaços públicos de forma qualificada está diretamente relacionado com a qualidade de vida e com a segurança da nossa população”, afirmou administradora. Teodoro ressaltou ainda que diversos empresários têm procurado a RA para poder participar do projeto Adote uma Praça.

“Isso só está sendo possível graças a articulação de todos os órgãos de governo para que essas obras sejam realizadas e os projetos sejam aprovados no menor prazo possível gerando o menor número de transtornos”, lembra Ilka Teodoro.

Outro que fez uso da palavra durante o evento, foi o diretor de Operações do Sesi, Paulo Mól, que falou sobre a importância do projeto para a sociedade do DF. Segundo Mól, o projeto a ser construído – Sesi/Lab – é um propósito que deixará um legado não só para o Sesi, mas também para o DF e sua população que poderá desfrutar de um ambiente voltado ano ao estudo da ciência e da arte.

“Teremos uma programação muito dinâmica, com exposições, algumas permanentes e outras provisórias, mas todas voltadas para a área de arte e ciência. Além de eventos específicos, festivais, entretenimento aos finais de semana e programa de formação de professores”, explica Mól.

Contexto

O Setor Cultura Sul, onde estão localizados o Museu Nacional Honestino Guimarães e a Biblioteca Nacional da República, deverá ser totalmente revitalizado a partir dos próximos meses. O local vai receber cerca de R$ 180 milhões em investimentos de uma parceria entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e o Sesi/Senai por meio do programa da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) – Adote uma Praça.

O Setor será reformado e passará por mudanças paisagísticas, com o plantio de árvores, que formará um bosque, colocação de bancos e outros mobiliários urbanos. O projeto prevê ainda criação 274 vagas para carros, ônibus escolares e bicicletas. Uma ciclovia também será construída ligando o Museu Nacional ao prédio do Touring Club.

“É uma região muito árida, não tem sombra para os pedestres, e muita gente que trabalha no Setor Bancário Sul passa por ali a pé, sem falar nas pessoas que atravessam o Complexo Cultural para ir da Rodoviária à Esplanada dos Ministérios”, diz a secretária executiva da Seduh, Giselle Moll.

Além das intervenções externas, o investimento também será aplicado na construção de um Museu Interativo da Arte, Ciência e Tecnologia, que está prevista para ser construído em 15 meses.

Fonte News Black

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x