Educação para transformar o trânsito

Detran realiza 100 blitze pelas ruas da cidade para prevenir acidentes. A primeira do ano foi nesta sexta (12)

O Departamento de Trânsito (Detran) vai intensificar as ações de conscientização dos motoristas e condutores de veículos do Distrito Federal. O órgão prevê a realização de cerca de 100 blitze educativas ao longo de 2021, sempre com o foco em um tema específico. A primeira ação do ano foi para alertar que álcool e direção não combinam – com ênfase na mensagem de que uma decisão errada pode destruir muitas vidas.

A blitz foi na manhã desta sexta-feira (12), na pista localizada entre a Funarte e a Torre de TV. Cerca de 200 condutores foram abordados durante a ação. “Muitas vezes as pessoas consomem álcool em suas residências, mas , por algum motivo, precisam sair de casa e acabam esquecendo que não é permitido beber e dirigir. A questão não é receber uma multa, mas causar um acidente que pode destruir a vida do condutor, de entes queridos ou de outras pessoas”, explica o chefe do Núcleo de Campanhas Educativas do Detran, Miguel Vedel.

Beber e dirigir é proibido por lei. O tema foi normatizado por meio da Lei nº 11.705, a Lei Seca. A multa é de R$ 2.934,00 para o condutor que for pego alcoolizado. De acordo com Vedel, é errado se pensar que os órgãos fiscalizadores atuam pela cidade visando a aplicação da multa. “Procuramos conscientizar os motoristas de que uma decisão errada pode destruir muitas vidas”, resume. As alternativas para quem está alcoolizado e precisa se locomover, segundo Vedel, são utilizar táxi, transporte por aplicativo, público ou mesmo um amigo.

Além de alertar os motoristas para a importância de não conduzirem um veículo quando consumirem bebidas alcoólicas, a equipe de educadores de trânsito do Detran advertiu ainda sobre outras situações que contribuem para a ocorrência de acidentes no DF, como o excesso de velocidade e o não uso do cinto de segurança.

Procuramos conscientizar os motoristas de que uma decisão errada pode destruir muitas vidasMiguel Vedel, chefe do Núcleo de Campanhas Educativas do Detran

O uso do aparelho celular ao volante também foi enfatizado. Estudos apontam que, em um simples ato de escrever uma mensagem de texto no celular, o motorista tem 2,5 segundos de tempo de desatenção, percorrendo 42 metros de distância em uma velocidade de 60 km/h.

Durante a blitz, cerca de 200 condutores foram abordados. Eles receberam um kit educativo, contendo porta-copo, folders, adesivos e um quebra-cabeça com mensagens reforçando que “a educação é a melhor direção”.

Repercussão
Confira a opinião de quem foi parado pela blitz do Detran-DF:

 

 

É uma iniciativa muito boa. Tem que conscientizar mesmo para a gente nunca esquecer das regras no trânsito”– Mara Lúcia Helena Santos, 68 anos, aposentada.

 

 

 

“ A blitz é importante. Muita gente dirige sem prestar muita atenção. Até já bateram no meu carro por distração” – Francisco George Rodrigues de Sousa, 23 anos, representante de Sistemas de TI.

 

“É uma ação relevante. Muitas vezes as pessoas não têm conhecimento da legislação de trânsito e essa é uma oportunidade para informar” – Verena Gueiros Serpa, 27 anos, servidora pública.

 

 

 


“É uma iniciativa importante para nos conscientizar a população”
– Jorge Carvalho Furushu, 26 anos, estudante de Direito.

 

Informações Agência Brasília

Continue Lendo

[wce_code id=1]
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x