- PUBLICIDADE -

Mendanha, pré-candidato ao governo de Goiás, diz que fará uma campanha compropostas para resgatar o setor produtivo

O pré-candidato falou que sem infraestrutura e qualificação profissional não há como pensar em geração de emprego e renda; ‘Temos que ver o que poderemos fazer para os empresários e trabalhadores crescerem juntos’

Por Ricardo Ulivestro

O pré-candidato a governador de Goiás, Gustavo Mendanha (sem partido), foi entrevistado, nesta terça-feira (24), pelos integrantes da Associação Brasileira de Portais de Notícias (ABBP). Na entrevista, onde ele falou sobre seus projetos e comentoua respeito de sua gestão à frenteda Prefeitura de Aparecida de Goiânia, cargo que ele deixou recentemente para disputar as eleições.

Mendanha começou sua fala comentando sobre sua forma de governar que sempre colocou, em primeiro plano, a melhoria da qualidade de vida da população, mas sem descuidar das contas públicas, mantendo assim, um equilíbrio fiscal.

“Acredito que seja possível fazer isso, pois temos experiência pela nossa capacidade, por aquilo que fizemos em Aparecida. Eu digo, que lá, cheguei para colocar a cereja no bolo, estava no momento em que a cidade explode, foi quando nós criamos mais de vagas de emprego, então,tudo é um processo”, explica.

A receita de fazer um bom governo, Mendanha diz que está na capacidade que o gestor tem de unir os empresários a um projeto de qualificação da mão de obra local. Só assim, ressalta ele, é possível atrair investimentos para setor produtivo das cidades menores.

“Eu sou de uma cidade industrial. Aparecida se torno o que ela se tornou por conta das indústrias.Criamos um círculo virtuoso, porque quando uma grande indústria se instala numa cidade ela gera 300, 500, mil empregos diretamente. Essas pessoas consomem no mercado local, então, com isso, você cria um círculo virtuoso, onde o comércio ganha e você acaba fazendo com todos de certa forma cresçam”, detalha Mendanha.

O estado de Goiás, segundo pré-candidato, que sempre foi reconhecido por sua agropecuária pulsante, também tem se destacado nos cenários nacional e internacional como um dos grandes polos de produção de roupas. Essa tendência, argumenta Mendanha, precisa ser expandida para todo o estado, pois hoje ela se encontra limitada a poucas cidades.

“Goiás se tornou hoje um dos maiores produtores de malha, de camisas, de calças jeans. Então, podemos pensar realmente, eu já tenho conversado com empresários, para que eles levem em empresas para o Entorno.Tanto os industriais, como os produtores rurais, pois, dependendo da região você têm as vocações produtivas, e, claro, sem esquecer do campo, pois ele é importante do ponto de vista do ponto de vista do nosso PIB, e é isso que irá ajudar no desenvolvimento”, diz o pré-candidato.

A proposta defendida por Mendanha é de fortalecer os municípios para que as pessoas possam trabalhar próximo de suas casas. É o caso da região do Entorno do Distrito Federal, que segundo ele, precisa ter investimento para que sua população possa trabalhar e gerar renda em seus municípios.

“Se a pessoa puder ter a opção de trabalhar em Águas Lindas, Novo Gama, Valparaíso e daí por diante, bom. Queremos dar condições para os empresários, queremos que eles enriqueçam muito, mas que também gerem emprego, muita riqueza, tributos para o nosso estado. Então,vamos buscar mecanismos que possibilitem essas pessoas a fazerem maiores investimentos. Tenham recursos por meio de fomentos do estado, de recurso federais, para levar desenvolvimento e, principalmente, dar condições para pensarmos setorialmente o nosso estado para ajudarmos os municípios que ainda não têm essa oportunidade de se desenvolver”, conta.

*Ricardo Ulivestro – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -