- PUBLICIDADE -

Ibaneis descarta volta do uso obrigatório de máscaras

Governador disse que, mesmo com o aumento dos casos e da taxa de transmissão do vírus da covid-19, o uso de máscaras em locais fechados e abertos continuará sendo opcional

Por Ricardo Ulivestro

A volta do aumento do número de casos de covid-19 e das taxas de transmissão do vírus – que está acima de 1 – nos últimos dias não fará, no momento, que o Governo do Distrito Federal retome a prática do uso obrigatório de máscaras seja em locais fechados ou abertos. A informação foi assegurada pelo próprio governador Ibaneis Rocha (MDB), que, em texto divulgado pela imprensa local, de antemão, descarta a volta do uso obrigatório do equipamento.

“Para decidir se teremos a obrigatoriedade do uso das máscaras é necessário avaliar o conjunto de informações: infecção, internação e óbitos. Por enquanto a medida não é necessária”, afirmou o governador.

A fala de Ibaneis veio após uma carta de recomendações da Secretaria da Saúde do DF (SES-DF) ter sido divulgada nas redes sociais, nesta quinta-feira (2/6). A carta foi encaminhada à Casa Civil onde será analisada.

No documento da SES-DF, além da volta do uso de máscaras, fica recomendado também a ampliação da oferta de testagem contra a covid-19, para que nova variantes sejam identificadas; abertura de leitos; ampliação da vacinação; e reabertura de Coorte-Covid nas emergências do DF.

Segundo o boletim epidemiológico da SES-DF, nesta quinta-feira (2), foram notificadas 2.970 pessoas com o vírus da covid-19. O boletim mostra ainda que a capital federal chegou a 715.938 infectados desde o início da pandemia.

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -