- PUBLICIDADE -

GDF Reforça combate à doença no Distrito Federal

Novas medidas anunciadas incluem expansão de tendas e vacinação para jovens, visando controlar a disseminação do vírus e garantir assistência rápida à população afetada

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou novas medidas para combater o mosquito Aedes aegypti e controlar a disseminação da dengue na região. Em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (7), o secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, revelou que serão implantadas mais nove tendas de acolhimento e vacinação contra a doença, além do recebimento de 194 mil doses de vacina destinadas aos jovens de 10 a 14 anos.

As tendas de acolhimento, estrategicamente localizadas em áreas com alta incidência da doença, ampliarão o atendimento à população diagnosticada com dengue, aliviando a demanda nos hospitais públicos. Estas novas unidades serão instaladas em locais como Vicente Pires, Varjão, Gama, Taguatinga, Guará, região central do Plano Piloto, Paranoá, Ceilândia e Samambaia.

Segundo a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, é crucial que os pacientes busquem assistência médica ao apresentarem os primeiros sintomas da doença, evitando complicações. Com a ajuda de mais de mil alunos de medicina e enfermagem, treinados para atuar no atendimento, o DF busca garantir uma resposta ágil e eficaz à atual crise de saúde.

Além disso, o Hospital de Campanha de Ceilândia, que já vinha desempenhando um papel fundamental no enfrentamento da pandemia da covid-19, expandirá seus serviços para atender pacientes com dengue. A autorização para gerir os 60 leitos do Hospital do Sol, visando aprimorar o atendimento aos pacientes com dengue, aguarda sanção do governador Ibaneis Rocha após aprovação pela Câmara Legislativa do DF (CLDF).

Com essas medidas, o GDF reforça seu compromisso em proteger a saúde da população e controlar a propagação da dengue no Distrito Federal.

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -