- PUBLICIDADE -

GDF Investe R$ 3,8 milhões para resgatar futuros | Centros da Juventude beneficiarão 10 mil jovens em vulnerabilidade social

Projeto abrange cinco regiões administrativas do DF, oferecendo educação, profissionalização e oportunidades para ‘nem-nem’, com foco no empreendedorismo e desenvolvimento integral dos participantes

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou um investimento de R$ 3,8 milhões para revitalizar os Centros da Juventude (CJs), impactando positivamente cerca de 10 mil jovens em situação de vulnerabilidade social. Cinco regiões administrativas serão contempladas: Estrutural, Recanto das Emas, Samambaia, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol. O processo licitatório para a escolha da Organização da Sociedade Civil (OSC) responsável pela gestão desses espaços está marcado para fevereiro.

A Secretaria da Família e Juventude (SEFJ-DF) informou que cada centro de convivência regional atenderá 2 mil adolescentes e jovens, oferecendo uma variedade de atividades que abrangem educação, cultura, saúde, cidadania e inclusão social.

Rodrigo Delmasso, secretário da Família e Juventude, destacou que a expectativa é iniciar os atendimentos à comunidade a partir de abril. Ele ressaltou que as cidades escolhidas possuem uma alta concentração de jovens em situação de vulnerabilidade, com foco especial nos chamados ‘nem-nem’, aqueles que não estudam e nem trabalham, totalizando 175 mil jovens no DF. A retomada dos centros visa reduzir esses números.

Nos espaços de convivência, os participantes terão acesso a cursos profissionalizantes, incluindo áreas como informática, massoterapia e manutenção de celulares, com um módulo adicional voltado para o empreendedorismo. Delmasso destacou que a ideia é encaminhar os jovens para o mercado de trabalho ou incentivá-los a empreender, por meio de programas como o Prospera, buscando assim reduzir o desemprego e impulsionar a economia local.

Além dos cursos, os alunos terão a oportunidade de participar de aulas de teatro, música e esportivas, promovendo o desenvolvimento integral dos participantes. Os Centros da Juventude são espaços de convivência que visam não apenas a educação e formação profissional, mas também o acolhimento e desenvolvimento social dos jovens, conforme estabelecido pela lei nº 5.142, que instituiu a Política Distrital de Atenção ao Jovem. A previsão é de que essas iniciativas contribuam significativamente para o fortalecimento da comunidade e a criação de oportunidades para os jovens do Distrito Federal.

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -