- PUBLICIDADE -

Empresário Tatico é preso por fraudar escrituras de fazendas no DF e Goiás

Por Ricardo Ulivestro

O empresário José Fuscaldi Cesílio, o Tatico, foi preso nesta manhã de terça-feira (21), por suspeita de integrar um esquema criminoso que envolvia empresários, advogados e tabeliães de cartórios. De acordo com investigação liderada pelos agentes da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraudes (Corf), os criminosos atuavam em diversas regiões de Goiás e da capital do país, desde 2014, utilizando as procurações falsas nos cartórios com o objetivo de se tornarem proprietários de grandes fazendas do estado goiano.

Conforme afirma feita pelo delegado responsável pelo caso, Wisllei Salomão, as investigações começaram quando um antigo tabelião de Limeira, cidade de Minas Gerais, produziu uma procuração falsa para se apossar de terra pública no DF.

“Os integrantes do grupo criminoso se aproveitaram do grave estado de saúde dos verdadeiros proprietários desses imóveis, que eram idosos. O tabelião de Mimoso acumula, ilegalmente, o cargo de servidor público federal no DF. Todos eles responderão pelos crimes de falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documentos falsos, esbulho possessório e associação criminosa”, explica o delegado, Wisllei Salomão.

Com o empresário Tatico, foram presos mais sete suspeitos e houve ainda o cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão. Tanto os mandados de prisão temporária e busca e apreensão foram expedidos pelos juízes criminais de Taguatinga, Gama, Lago Sul, Águas Claras, Setor de Indústrias Gráficas, Vicente Pires e Guará. Nas cidades de Goiás, houve expedição em Goiânia, Padre Bernardo, Mimoso e Águas Lindas.

Em nota, o advogado Frederico Sardinha Ferreira Chaves, responsável pela defesa do empresário Tatico, informou que as acusações não condizem com a realidade “tendo em vista que o empresário (também idoso) e seu filho também foram vítimas da quadrilha que gerou essa operação.”

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -