- PUBLICIDADE -

Distrito Federal celebra salto econômico | Investimentos recordes impulsionam desenvolvimento

Governo atinge nível de Capag A e anuncia aportes bilionários, marcando um novo capítulo de prosperidade e oportunidades para o Distrito Federal

O cenário econômico do Distrito Federal revelou uma trajetória de sucesso durante a apresentação ao Grupo de Líderes Empresariais (Lide), nesta quinta-feira (22), no Lago Sul. Com um investimento previsto de mais de R$ 4 bilhões em programas e obras cruciais exclusivamente com recursos próprios, essa soma pode subir para até R$ 6 bilhões com empréstimos nacionais e internacionais.

Esse impulso nos investimentos é fruto do DF atingir a Capacidade de Pagamento (Capag) A. O governador Ibaneis Rocha celebrou o marco, destacando o árduo trabalho desde 2019 para manter as contas em dia, resultando em um notável avanço na capacidade de investimento da cidade.

A metodologia da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para avaliar essa capacidade considera endividamento, poupança corrente e liquidez, refletindo a relação entre receitas e despesas para diagnosticar a saúde fiscal.

O superávit histórico de R$ 2,6 bilhões em 2023, as nomeações de servidores e a garantia de pagamentos em dia de contratos do governo foram abordados pelo secretário de Economia, Ney Ferraz, durante o evento do Lide. Ferraz também propôs uma câmara técnica para manter o diálogo constante entre governo e setor produtivo, visando avaliar cenários econômicos e propor políticas públicas.

Apesar dos desafios impostos por leis federais em 2022, o DF encerrou 2023 com superávit. Para 2024, a meta é superar esse desempenho sem aumentar impostos, focando em melhorar a arrecadação e o gasto eficiente.

Paulo Octávio, presidente do Lide, enxerga um cenário promissor para o DF, destacando que o superávit fortalece os investimentos governamentais e atrai mais empresas para a região, impulsionando a economia e a geração de empregos.

O futuro econômico do Distrito Federal se mostra otimista, ancorado em uma gestão financeira sólida e parcerias estratégicas com o setor privado, promovendo um ambiente propício para o crescimento sustentável.

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -