- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Ceilândia: mais de quinhentos idosos imunizados na Praça dos Direitos

A ação do Programa Sua Vida Vale Muito Itinerante, da Sejus, é um reforço ao sistema de vacinação contra a Covid-19 e permite a aceleração da fila

A vacinação contra a Covid-19 na QNN 13, na Praça dos Direitos, em Ceilândia, permitiu que 513 idosos a partir de 76 anos fossem imunizados nesta sexta-feira (26). A imunização ocorreu das 9h às 17h e fez parte da ação “Sua Vida Vale Muito Itinerante”, da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), em parceria com a Secretaria de Saúde.

A gente vive confinado em casa, eu moro sozinho, a vacina é uma liberdade. Posso voltar a fazer minhas atividades. É como se eu estivesse livre agoraJoão de Lima, 77 anos

A atividade contou com o apoio de voluntários das áreas de enfermagem e medicina, cadastrados no site do voluntariado, além de servidores da Sejus. A Caesb, parceira na atividade, disponibilizou copos d’água para todos. A ação é um reforço ao sistema e permite a aceleração da fila de espera. Na ocasião, servidores da Secretaria de Justiça distribuíram máscaras de proteção para quem precisou.

A Secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, enfatizou a importância do momento para a população idosa de Brasília. “Estamos unidos nesta luta no combate à pandemia para proteger a população prioritária. A Sejus não mede esforços para trabalhar por quem tanto já fez por nós. Fazemos políticas públicas na prática e a ação Sua Vida Vale Muito, reforça constantemente os nossos objetivos, levando para mais perto do cidadão a garantia de seus direitos”, destacou.

Consciente de sua responsabilidade como cidadã, Dona Clemência Maria de Sá, 77 anos, disse que é muito bom se sentir segura. ” É uma proteção não só para gente idosa, mas para todo mundo, porque agora estou vacinada e não transmito a doença para ninguém”.

Quem também esbanjou alegria foi o senhor João de Lima, de 77 anos. Há um ano que não sai de casa, ele que mora só, fala como se sentiu. ” A gente vive confinado em casa, eu moro sozinho, a vacina é uma liberdade. Posso voltar a fazer minhas atividades. É como se eu estivesse livre agora”, comemorou.

A estrutura escolhida para a imunização também colaborou com a logística e agilidade na aplicação das doses da vacina. A quadra coberta trouxe sensação de segurança; o conforto das cadeiras com distanciamento e a limpeza com álcool, as rampas de acesso permitindo a passagem das cadeiras de rodas, a limpeza das mãos a todo momento com álcool em gel em todos que chegaram, tudo isso garantiu mais tranquilidade para quem passou pelo local. Os protocolos de enfrentamento à Covid-19 também foram rigorosamente respeitados.

*Com informações da Sejus

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x