Rio finaliza uma das 10 contratações para queima de fogos do réveillon

A menos de duas semanas para o ano-novo, apenas um processo de contratação de fogos de artifício na cidade do Rio foi finalizado, o da Praia do Flamengo, de acordo com a Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur). Ao todo, estão previstas queimas de fogos em dez pontos da cidade: Copacabana, Flamengo, Barra da Tijuca, Recreio, Praia de Sepetiba, Bangu, Parque Madureira, Igreja da Penha, Ilha do Governador e Piscinão de Ramos. A intenção, segundo a prefeitura, é evitar a necessidade de grandes deslocamentos.  

Segundo a Riotur, o processo de contratações de Copacabana está adiantado. Hoje (20) foi publicado no Diário Oficial a homologação do resultado do pregão eletrônico para a contratação das balsas para a realização do espetáculo pirotécnico. Na quarta-feira (22), haverá o pregão da Igreja da Penha e, na quinta (23), dos demais palcos. 

O planejamento para o réveillon na cidade do Rio foi anunciado no último dia 9. Em Copacabana estão previstos 16 minutos de queima de fogos; no Flamengo, 12 minutos; na Barra da Tijuca, 5 minutos; no Recreio, 5 minutos; na Praia de Sepetiba, 8 minutos; em Bangu, 8 minutos; no Parque Madureira, 8 minutos; na Igreja da Penha, 10 minutos; na Ilha do Governador, 8 minutos; e no Piscinão de Ramos, 8 minutos. 

A prefeitura do Rio informou nesta segunda-feira que irá convocar uma coletiva de imprensa esta semana para detalhar o planejamento das festas de ano-novo. 

Segundo o Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município do Rio de Janeiro (HotéisRIO), até a última sexta-feira (17), a hotelaria carioca registrava ocupação de 86%. A expectativa da organização é de ocupação de 100% da maioria dos hotéis no Rio. 

De acordo com o balanço divulgado, Ipanema e Leblon lideram o ranking dos bairros mais procurados, com 92,19% das reservas confirmadas, seguidos de Leme e Copacabana, com 87,83%. Em terceiro vêm Barra da Tijuca e São Conrado, com 86,25%; Flamengo e Botafogo ocupam a quarta posição, com 84,01%, seguidos do Centro, com 77,17%.

Pandemia 

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS-Rio) confirmou hoje o primeiro caso importado da variante Ômicron. Segundo dados da prefeitura, cerca de 80% da população está vacinada com as duas doses ou dose única contra a covid-19. A cidade enfrenta também uma epidemia de gripe

Este mês, a Anvisa reafirmou a importância da vacinação contra a covid-19 e da utilização de medidas não farmacológicas, como o uso de máscara, o distanciamento social e a higienização das mãos. Isso porque a covid se espalha por meio do contato próximo com pessoas que têm o vírus, mesmo quem não apresentem sintomas. As medidas são eficazes também para evitar o contágio pelo vírus da gripe. 

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

[wce_code id=1]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x