- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Governo federal deve começar enviar cartilhas às escolas para ensinar sobre ética e cidadania

A ideia do governo é conscientizar os estudantes sobre respeito, gratidão e cooperação em sociedade; o material será distribuído inicialmente aos estudantes do 1º ao 5º ano

Por Redação

A tradicional live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desta quinta-feira (20) contou com a participação do ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário. O motivo foi o anúncio de que o governo federal entregar, nos próximos dias, cartilhas a todas as escolas públicas do país. O objetivo, explicou Rosário, é conscientizar os estudantes sobre noções de ética e cidadania.

O presidente que ouvia o anúncio, indagou o ministro para saber se a proposta seria parecida com o modelo aplicado durante o regime ditatorial brasileiro (1964-1985) quando também o governo federal implantou nas escolas a disciplina de moral e cívica. “Mais ou menos isso ai, mas de uma forma lúdica”, respondeu Rosário.
Inicialmente, o material seria para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental I.

Em outro momento, Bolsonaro falou sobre a volta às aulas. Segundo o presidente, é preciso levantar da discussão sobre o assunto. Ele disse que irá contatar o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para saber como proceder, já que escolas militares, como a Academia das Agulhas Negras e a Escola Naval, ambas no Rio de Janeiro, não pararam de funcionar durante a pandemia.

A volta às aulas é um dilema para quase todos os governantes. No Distrito Federal, por exemplo, o governador Ibaneis Rocha (MDB) disse esta semana que as aulas presenciais na rede pública não tem prazo determinado para serem retomadas.

O presidente aproveitou o tema da educação para informar que seu governo vai construir, até o final do mandato, 200 escolas cívico-militares. Na semana passada, Bolsonaro inaugurou uma unidade escolar nesses moldes, na região oeste do Rio de Janeiro. Foi a primeira escola militar do Estado.

“É comum acontecer de um dos colegas serem pegos colando e são desligados. Até o próprio colega acaba mostrando se o garoto vem colar. Onde tem hierarquia, tem disciplina”, disse Bolsonaro ao comentar sobre as escolas militares.

Fonte News Black

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
x