Bolsonaro diz que não tem certeza se será candidato à reeleição em 2022

A informação está em matéria publicada no Metrópoles e a fala do mandatário teria sido dita em reunião com aliados no Palácio do Alvorada; ‘Eu nem sei se eu vou ser candidato em 2022’

Por Redação

Muito se especula sobre a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se candidatar para as eleições de 2022. Muitos analistas dão isso como certo, já que, os três presidentes anteriores a ele – FHC, Lula e Dilma Rousseff – fizeram o caminho da reeleição e foram vitoriosos. Portanto, nesse sentido, seria natural que Bolsonaro disputasse uma reeleição.

Mas matéria publicada no portal Metrópoles desta sexta-feira, 2, traz a informação de que o presidente, em conversa com apoiadores do governo no Palácio da Alvorada, teria dito que sua candidatura em 2022 não é dada como certa, e que, segundo Bolsonaro, haveria “muita gente melhor” do que ele para concorrer à presidência.

“Eu nem sei se eu vou ser candidato em 2022. Se eu não for, esses que estão me criticando vão ter excelentes opções. Vão ter o Haddad, vão ter o Ciro, vão ter a Marina e vão ter o Alckmin, sem problema nenhum”, teria dito Bolsonaro, segundo o portal Metrópoles.

Em outro ponto, o presidente rememorou o pleito passado para mostra que não será por falta de candidatos que o país ficará sem governo após seu mandato. “Quando a gente passa dos 60… tem muita gente boa por aí. Tem muita gente boa no Brasil, muita gente melhor do que eu por aí”, informa o portal.

STF

Foi publicado na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira, 2, a indicação do nome do desembargador Kassio Nunes Marques para o Supremo Tribunal Federal (STF). A indicação é escolha do presidente da República, mas antes o indicado precisa ser sabatinado e aprovado pelo Senado. Kassi Nunes, tem 48 anos, é o primeiro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, que pode fazer a escolha em razão da vaga na Corte com a aposentadoria do ministro da Celso de Mello.

Bolsonaro indica Kassio Marques para vaga no Supremo Tribunal Federal

“Não vou botar uma pessoa só pelo currículo. [As pessoas] Começam a atirar no cara. Acusar de comunista, socialista, ligado ao PT. Todo mundo ao longo de 14 anos de PT teve alguma ligação, não quer dizer que seja comunista”, disse Bolsonaro, em sua live semanal nesta quinta-feira (1).

Kassi Nunes é natural de Piauí e é conhecido no meio jurídico pela sua produtividade e experiência com processos complexos. Ele já foi membro do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e ocupou função de desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), onde foi vice-presidente até o início de 2020.

Bolsonaro ainda vai poder indicar mais um ministro no próximo ano, quando será a vez de aposentar o ministro Marco Aurélio Mello.

Fonte News Black

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here