Produção industrial cresce em 14 locais em junho, diz IBGE

O dinheiro é referente ao ano passado e será depositado nas contas dos trabalhadores até 31 de agosto; produção industrial brasileira cresce em 14 Estados

Por Redação

Quem tinha dinheiro no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) até dezembro de 2019 deverá receber nos próximos dias alguma quantia em suas contas. A ideia é realizar esse repasse, que chega a R$ 7,5 bilhões, até o dia 31 de agosto. O montante é reflexo dos R$ 11,32 bilhões obtidos pelo fundo no ano passado.

O dinheiro poderá ser acessado pelo trabalhador conforme as determinações da Caixa Econômica Federal e podem ser consultadas aqui. Apenas trabalhadores demitidos sem justa causa, que terminaram contrato por prazo determinado, deem entrada em moradia própria ou na aposentadoria têm acesso ao saldo total.

Uma informação importante é fato de que os rendimentos no FGTS estão acima dos registrados na Poupança, assim como também está acima da inflação. De acordo com Conselho Curador do FGTS, somando juros e correção monetária, o fundo apresenta rendimento de 4,90% ante os 4,26% da poupança e os 4,31% do IPCA. Ou seja, pode ser uma opção do trabalhador deixar o dinheiro no fundo, ao invés de sacá-lo no momento.

Crescimento industrial

Outra notícia no segmento econômico que marcou esta terça-feira (11) foi o resultado da produção industrial divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dos 15 Estados que tiveram sua produção industrial analisada, 14 registram alta, entre maio e junho deste ano, segundo IBGE. Em Estados como Amazonas e Ceará, esse aumento foi de 65,7% e 39,2% respectivamente.

Dinheiro do FGTS será depositado até 31 de agosto nas contas vinculadas

O crescimento acontece justamente no momento em que a pandemia de covid-19 estava em seu pior estágio. Outra elemento que também pode ser considerando é fato de que desde abril o governo federal tem liberado diversos tipos de auxílios a diversos setores da população. Só o auxílio emergencial de R$ 600 atinge mais de 60 milhões de pessoas.

Além de Amazonas e Ceará, também houve aumento no do Rio Grande do Sul (12,6%), de São Paulo (10,2%) e Santa Catarina (9,1%). Completaram a lista dos estados com alta na produção Minas Gerais (5,8%), Paraná (5,2%), Pernambuco (3,5%), Pará (2,8%), Goiás (0,7%), Rio de Janeiro (0,7%), Bahia (0,6%) e Espírito Santo (0,4%).

Fonte News Black

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here